A arraia (Potamotrygon Laticeps) habita nas partes fundas dos rios, alimentando-se  de crustáceos e moluscos. Sua coloração marrom no dorso, contribui para a camuflagem, pois assim confunde-se com o fundo dos rios. Existem alguns exemplares, com bolinhas mais claras e diferentes tons de marrons e cinza. espécies . Não é tarefa fácil conseguir um exemplar pequeno , na faixa de 10 cm, já que com esse tamanho é mais fácil sua adaptação em cativeiro. Para que a arraia possa viver com tranqüilidade devemos adquirir um aquário de no mínimo 250 litros e obrigatoriamente areia no fundo como substrato. Ela costuma se arrastar pela areia por toda a parte do aquário e fica claro que devemos deixar toda esta parte livre para que possa se movimentar. Desta maneira também não poderemos usar filtros biológico de placas , uma vez que a areia irá obstruir a passagem de água pelos furos das placas. Podem viver em aquários comunitários com peixes dóceis e que não as incomodem . A sua alimentação é um problema, indicamos as arrais para aquaristas experientes, já que a dieta deve ser balanceada com alimentos vivos tais como: tubifex, carne crua e raspada e patês, para que essas cheguem ao fundo, onde só lá se alimentam.
Devemos ressaltar que as arraias, mesmo as de água doce, são perigosas no que se diz respeito ao seu manuseio, já que possuem ferroes que podem ferir . Devemos cuidar com o manuseio. Sua reprodução em aquários é muito difícil.
 

Temperatura
Reprodução
Origem
Ph
Dh
Iluminação
Alimentação
25 a 28 G
Vivíparo
America Sul
 6.6 a 6.8
 5 
Média, 12 hs Dia
 Fundo

Voltar