A Piranha (Serrassalmus sp.) possui todos os mitos imagináveis pelos  aquaristas ainda não experientes.
Na realidade trata-se de um peixe muito voraz, predador e com mandíbulas fortíssimas, a força da mordida da Piranha é considerada como proporcionalmente a de um BulDog.
A maioria das Piranhas são rápidas, mas geralmente atacam quando estão estimuladas para isso, pelos cardumes.  Capaz de destruir ou alimentar-se  de um pedaço de carne em segundos.....Dentro das inúmeras espécies de Piranhas, algumas são canibais e outras não, mas todas sem exceção possuem comportamentos agressivos... As Piranhas são parentes próximos dos Pacus e são facilmente confundidos quando pequenos. Para quem deseja manter essas feras em um aquário deve pensar em manter plantas muito fortes ou apenas montar o aquário com pedras pequenas e troncos, uma vez que a Piranha não pode ter seu espaço para natação obstruído.... O aquarista não poderá manter piranhas em espaços pequenos, nem misturar espécies, pois geralmente atacam seu companheiro...A espécie mais recomendada é a Piranha Vermelha, mais lenta, porém com mandíbulas mais fortes que as ágeis amarelas.....A alimentação inicial deverá ser de carne moída, mas a curto prazo se alimentam com rações tradicionais, que é o mais recomendado, pois a carne pode poluir o aquário em pouco tempo e a Piranha apesar de toda essa “bravura”  é um peixe suscetível a doenças quando a água não esta de acordo com suas necessidades; Ph levemente ácido, e livre de compostos nitrogenados.
Monte seu aquário com 4 piranhas vermelhas pequenas na faixa de 5 cm para um aquário de 100 litros., faça a manutenção de seu aquário normalmente , pois elas não vão morder seu braço, alias provavelmente ficarão com medo... O aquário deverá ser exclusivamente dessa espécie! As Piranhas depositam os ovos em plantas e o macho fertiliza e cuida da prole.
 
 

Temperatura Reprodução Origem Ph Dh Iluminação Alimentação
25 a 27 G Ovipara Brasil 6.6 6 Média, 10 hs Dia Centro